quinta-feira, 13 de maio de 2010

Anna Farr Pipkin



Anna Pipkin nasceu em Antlers,  Oklahoma em 15 de Junho de 1918,  filha de Inez Elizabeth Farr e Paris Pipkin. Sua mãe era membro ativa da igreja Presbiteriana de Antlers. O Pai era filho de um Pastor Metodista.

Paris e Inez casaram-se em 02 de abril de 1913. O casal teve oito filhos, sendo que um morreu logo que nasceu.

A família morava num território indígena.  Paris era farmaceutico. Um dia, ao levar remédio para esposa doente de um índio, o carro atolou no caminho.  Ele chamou um guincho e foi avisado de que o guincho chegaria em breve. Para aquecer-se , entrou no carro e ligou  o motor, provavelmente dormiu. O guincho não chegou. Paris morreu envenenado por monóxido de carbono, em 14 de fevereiro de 1929.

Inez e seus sete filhos passaram por  muitas dificuldades depois da morte de Paris. Ela não sabia lidar com farmácia e a entregou nas mãos de funcionários que logo levaram a farmácia a falência.

Em 1930, seu filho Thomas Gist Pipkin morreu de meningite. Em 1932, um incêndio destruiu toda a sua casa. Inez foi morar numa casa antiga , herança de seus pais. A família passou por terriveis dificuldades financeiras, o alívio só veio quando em 1934, o filho Paris Júnior foi trabalhar nos Correios e começou a apóiar Inez com as despesas do lar. Apesar das muitas dificuldades, todos conseguiram estudar.

Em 12 de abril de 1945 ás 17:45 um dos tornados  mais devastadores na história do estado atingiu a cidade de Antlers e destruiu a casa da família. Inez e dois dos seus filhos, Estelle e Charles,  ficaram muito feridos.

Inez morreu em Antlers,  em 03 de dezembro de 1947, de câncer e sem nunca haver se recuperado totalmente das lesões sofridas durante o Tornado.

Os filhos de Paris e Inez:  Estelle , Paris  Jr., Bertha , Anna Farr Pipkin, William e Charles .
http://pipkinusa.org/photos/philippics.htm

Anna Farr Pipkin, desde criança frequentava junto com sua mãe a igreja presbiteriana em Antlers. Mais tarde,  se especializou em Educação Religiosa  em  Richmond, Virgínia. E trabalhou como diretora de educação religiosa na  primeira Igreja Presbiteriana de Chatanooga.

Em 1950, quando  trabalhava na Igreja Presbiteriana de San Angelo-Texas, foi convidada a  trabalhar como missionária no Colégio Agnes Erskine  em Recife, Pernambuco- Brasil.  A missionária Charlotte Taylor, diretora da Escola de Treinamento de Bíblia Para Moças (ETBM), ia entrar em férias, e Anna veio substituí-la. A escola funcionava nas dependências do Colégio Agnes Erskine.

Anna trabalhou no Brasil durante trinta e cinco anos. Nesse período, foi também Coordenadora da Comissão de Literatura da Missão Presbiteriana,  redatora do Jornal  "O Edificador",  Diretora do Clube de  Treinamento para Escritores Evangélicos e Diretora do IBN em 1979.

A frente da Comissão de Literatura da Missão Presbiteriana  realizou muitos eventos, principalmente ligados à treinamento de escritores evangélicos. No IBN, a Comissão de Literatura patrocinou cursos de treinamentos realizados pela missionária jornalista Marion Van Horne.

No IBN: Anna Pipkin e a Deã Julia Silveira Faria
Album de Maheli Arruda

Marion Van Horne era diretora de mídia impressa e de formação de escritores da Intermedia, que é um órgão do Conselho Nacional de Igrejas em Nova York e  viajou por mais de cinqüenta países oferecendo cursos de formação de escritores. Como não falava português,  as aulas eram traduzidas pela Missionária Carlota Taylor. Depois das oficinas de treinamento, os alunos recebiam certificação e o material era publicado em Livros.

Anna Pipkin e a missionária Mary Garland entrevistavam  os alunos ,   e os ensinava como conseguir o plot (enredo). Em seguida, os alunos procuravam por em prática o que aprenderam.

Destes treinamentos saíram os livros : "Aventura no Mar e Outras Histórias"; "Histórias Verdadeiras" e, "Vencendo as Dificuldades" etc.

Em reconhecimento  pela  dedicação e  contribuição ao  IBN, a partir de 1982,  a semana de classes especiais, em que eram realizadas os cursos,  passou a denominar-se "Semana Anna Pipkin".

Anna  escreveu vários livros entre eles: Canetas a serviço de Deus;  Deus nos Ama; e teve participações em coletâneas publicadas pelo Clube de Treinamento para Escritores Evangélicos e em compilações da escritora Juracy Fialho Viana.

Sobre a sua experiência no Brasil, escreveu: "All the way: 35 years in Brazil Mission" - Paperback
Publisher: Revelation I Publishing (2000) ; ASIN: B000PHSHSU

O fato de haver nascido no território indígena levou Anna a se interessar pela história e lingua dos Índios Choctaw. A respeito do assunto,  escreveu o  livro:  The Firebaughs among the Choctaws and Chickasaws. Hugo, Oklahoma: publicado por Goodland Alumni Association by Acme Printing Co., 1965. (call no. E99 .C8 P5)

Anna Farr Pipkin morreu em 24 de janeiro de 2008, aos 89 anos de idade, em Hugo, Oklahoma.


Saiba mais sobre Anna Farr Pipkin
Album de Família

Saiba mais sobre o assunto: 
ETBM: A Gênesis do IBN;
Parceria no IBN: Brasileiros e Norte -Americanos
Missionários Nort-Americanos em Garanhuns
Ação Pedagógica do IBN
Missão Norte-Americana Presbiteriana em Garanhuns


Nenhum comentário:

Postar um comentário